Internet das Coisas IoT
Internet das Coisas

A nova direção da IoT

As empresas em todo o mundo estão transformando suas operações em resposta à pandemia global. Um novo desafio e requisito empresarial que sairá de 2020 é a resiliência dos negócios. Para atender a essa necessidade, as empresas estão expandindo a automação e digitalização do espaço operacional por meio da Internet das Coisas (IoT).

Pensamos na resiliência dos negócios como tendo duas pontas: 1) a força de trabalho e 2) o local de trabalho. Para a força de trabalho, resiliência de negócios significa a capacidade de trabalhar remotamente de maneira segura. Para o local de trabalho, é uma questão de ter um ambiente de trabalho confiável.

Mas sabemos que a resiliência dos negócios envolve muito mais do que manter as operações durante uma crise global. As soluções de resiliência de negócios para o espaço operacional podem oferecer novos resultados poderosos. No espaço operacional, as soluções de resiliência de negócios levam a um ambiente de trabalho mais seguro, maior produção, redução do tempo de inatividade e novas ofertas para os clientes.

A resiliência dos negócios está impulsionando a próxima onda de automação generalizada

Para muitas empresas, a jornada para a automação começou algumas décadas atrás com o objetivo de melhorar a produtividade. Os robôs foram usados ​​para automatizar processos individuais, mas o fluxo de material entre os sistemas de automação foi realizado manualmente.

Hoje, em um esforço para reduzir a exposição humana, a resiliência dos negócios está levando a automação a ser mais autônoma e conectada. As empresas com processos parcialmente automatizados estão estendendo essa automação de ponta a ponta para que os dispositivos sejam totalmente interconectados e funcionem com pouca interação humana. Algumas empresas estão até mudando para a automação remota e autônoma, ambas eliminando a necessidade de um operador estar fisicamente na linha de frente. Em vez disso, os operadores podem estar a centenas de quilômetros de distância em um local seguro.

A automação está conduzindo a próxima onda de digitalização

A digitalização também está evoluindo, impulsionada pela automação. As empresas passaram da digitalização de funções de back-office, como finanças e RH, à digitalização da interação com o cliente e à aceleração da eficiência dos negócios, mais recentemente com big data e computação em nuvem. Antes das mudanças organizacionais provocadas em 2020, as empresas conectavam dispositivos IoT e geravam grandes quantidades de dados para conduzir análises na nuvem e no perímetro. Tratava-se de conectar o mundo virtual e usar análises para conduzir a manutenção preditiva e substituir ineficiências por automação usando dados. Mas é uma pequena fatia de dados em comparação com a fase em que estamos entrando agora.

Impulsionada pela resiliência dos negócios e pela necessidade de agilidade e flexibilidade, a digitalização está se expandindo para conectar o mundo físico. Está levando as pessoas a darem o próximo passo em torno de conectar ambientes, automação e mover pessoas para novas funções onde podem estar mais seguras enquanto mantêm os níveis de produção.

Aviso: novos desafios de conectividade à frente

Esses novos níveis de automação e digitalização mudam significativamente os requisitos de tecnologia que vemos na vanguarda dos programas de IoT. Para cumprir suas iniciativas de resiliência de negócios, as empresas precisam de uma infraestrutura que suporte:

  • Dados de latência zero para controle em tempo real de veículos não tripulados, para tomar decisões mais rápidas e suporte para aplicativos em alta velocidade
  • Mais largura de banda de rede para acomodar vídeo difundido, veículos guiados automatizados, imagens térmicas e sensores 3D
  • Novos recursos de segurança cibernética para proteger uma superfície de ameaça em expansão
  • Escalabilidade simplificada para implantar e gerenciar mais dispositivos em mais locais com os mesmos recursos
  • Edge compute para processar e agir nos dados mais perto da fonte, reduzindo custos e mantendo a conformidade

Isso é só o começo. À medida que as empresas estendem as redes em todos os lugares, o crescimento das redes wireless está explodindo. Não está apenas se estendendo a novas áreas, mas as organizações têm uma lista cada vez maior de tecnologias de conectividade para escolher. Um erro comum que vemos as empresas cometerem é pensar que uma tecnologia wireless funcionará para cada caso de uso de automação e IoT. As tecnologias wireless são os principais pilares da IoT, mas um tamanho não serve para todos. As organizações precisam de uma estratégia de acesso coesa para evitar aumento de custo, complexidade e risco de segurança.

Ao escolher uma tecnologia de acesso, como Wi-Fi 6, LoRaWAN ou 5G, as organizações devem considerar:

  • Dispositivos – quais dispositivos precisam se conectar?
  • Resiliência – quais são os requisitos da aplicação?
  • Implantação – quais são os cenários de implantação?
  • Tecnologia – quais são as opções potenciais de tecnologia?
  • Custo total de propriedade – quais são as implicações de CapEx e OpEx de cada opção de tecnologia?

Como a Xtech Solutions pode ajudar

Nós fornecemos uma solução completa para conectividade segura, baseada em políticas e de alto desempenho no domínio operacional que irá escalar e acomodar tecnologias de acesso múltiplo. Isso inclui roteadores industriais IoT, switches IE e sem fio, segurança industrial ,automação e política de infraestrutura de rede.

Como parceira dos principais players do mercado, como CiscoFortinet, por exemplo, conseguimos suportar seu projeto em IoT fim-a-fim.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *