O que é um IPS(Intrusion Prevention System)?

Um Sistema de Prevenção de Intrusão (IPS) é uma tecnologia de segurança de rede e prevenção de ameaças que examina fluxos de tráfego de rede para detectar e prevenir vulnerabilidades.

Compartilhe esta notícia

Em um cenário em que as atividades das empresas estão cada vez mais atreladas a computadores e dispositivos móveis, soluções que garantam a proteção de suas redes de computadores ganham cada vez mais importância. Neste contexto, o time de gestão entender o que é IPS (Intrusion Detection System), e saber como implementá-lo, pode fazer uma grande diferença na segurança de seus dados sensíveis.

 

De um modo simples, podemos dizer que o dispositivo atua monitorando a rede de uma empresa, em busca de atividades suspeitas. Isso com a finalidade de interrompê-las e de notificar o time de TI a respeito do ocorrido.

 

Você gostaria de entender melhor como funciona essa tecnologia? Leia o artigo e descubra como um sistema de detecção de intrusões pode beneficiar sua empresa!

 

 

Baixe, gratuitamente, o nosso infográfico contendo os 10 Passos para melhorar a sua política de segurança! Clique AQUI!

 

Riscos causados por vulnerabilidades na rede da empresa

As explorações de vulnerabilidade geralmente ocorrem sob a forma de entradas maliciosas para um aplicativo, serviço de destino que os atacantes usam para interromper e obter o controle de uma aplicação ou máquina.

 

Após uma exploração bem-sucedida, o invasor pode desativar o aplicativo de destino (resultando em um estado de negação de serviço ou DoS) ou pode potencialmente acessar todos os direitos e permissões disponíveis para o aplicativo comprometido.

 

Prevenção de Intrusão (IPS)

O Intrusion Detection System foi originalmente construído e lançado como um dispositivo autônomo em meados dos anos 2000. No entanto, foi no advento das implementações de hoje, que agora são comumente integradas nas soluções Unified Threat Management (UTM) (para pequenas e médias empresas) e firewalls de próxima geração (no nível da empresa).

 

O IPS geralmente fica diretamente atrás do firewall e fornece uma camada complementar de análise que seleciona negativamente conteúdo perigoso. Ao contrário de seu antecessor, o Sistema de Detecção de Intrusão (IDS) — que é um sistema passivo que verifica o tráfego e informa sobre ameaças — o IPS é colocado em linha (no caminho de comunicação direta entre fonte e destino), analisando ativamente e tomando ações automatizadas em todos os fluxos de tráfego que entram na rede. Especificamente, essas ações incluem:

  • enviando um alarme ao administrador (como seria visto em um IDS);
  • soltando os pacotes maliciosos;
  • bloqueando o tráfego do endereço de origem;
  • repor a conexão.

 

Como um componente de segurança inline, o Intrusion Detection System deve funcionar de forma eficiente para evitar a degradação do desempenho da rede. Também deve funcionar rápido porque as façanhas podem acontecer em tempo quase real. O IPS também deve detectar e responder com precisão, de modo a eliminar ameaças e falsos positivos (pacotes legítimos interpretados como ameaças).

 

 

Precisando de solução de Firewall Fortinet e serviço de implantação e suporte gerenciado? Solicite AQUI!

 

 

Detecção de Intrusão

O IPS tem uma série de métodos de detecção para encontrar explorações, mas a detecção baseada em assinatura, a detecção baseada em anomalias estatísticas e a detecção baseada em diretivas são os três mecanismos dominantes. Continue a leitura e entenda como cada um desses modelos de detecção funciona!

 

Detecção baseada em assinatura

A detecção baseada em assinatura faz uso de um dicionário de padrões (ou assinaturas), exclusivamente identificáveis ​​no código de cada exploração. À medida que uma atividade é descoberta, sua assinatura é gravada e armazenada em um dicionário de assinatura que segue crescendo continuamente.

 

A detecção de assinatura para IPS divide-se em dois tipos. Veja abaixo.

 

Exploração individual

As assinaturas visando a exploração identificam exploits individuais, desencadeando os padrões exclusivos de uma tentativa particular de exploração. O IPS pode identificar explorações específicas ao encontrar uma correspondência com uma assinatura que enfrenta a exploração no fluxo de tráfego.

 

Visibilidade de vulnerabilidade

As assinaturas com visibilidade de vulnerabilidades são assinaturas mais amplas que visam a vulnerabilidade subjacente no sistema que está sendo direcionado. Essas assinaturas permitem que as redes sejam protegidas contra variantes de uma exploração que talvez não tenham sido observadas diretamente na natureza, mas também aumentam o risco de falsos positivos.

 

Detecção baseada em anomalias

A detecção de anomalias estatísticas leva amostras de tráfego de rede ao acaso e as compara a um nível de desempenho pré-calculado de linha de base. Quando a amostra da atividade de tráfego de rede está fora dos parâmetros do desempenho da linha de base, o IPS toma medidas para lidar com a situação.

 

Detecção baseada em diretivas

Além dos modelos baseados em assinaturas e em anomalias, a detecção de intrusão do IPS pode ser feita com base em diretivas.

 

Nesse caso, o dispositivo deve ser programado com um conjunto de normas e regras de operação. Sempre que alguma atividade em rede violar uma das diretivas previamente programadas, o IPS deve interromper a atividade em questão e notificar ao administrador da rede sobre sua ocorrência.

 

Principais diferenças entre o IPS e o IDS

Como foi citado no artigo, embora o IPS e o IDS tenham funções levemente parecidas, cada dispositivo conta com funcionalidades únicas, o que torna sua operação muito diferente. Agora que você sabe o que é IPS, continue a leitura e entenda as principais diferenças entre ele o dispositivo IDS!

 

IDS (Sistemas de detecção de intrusão)

Os sistemas de intrusões podem ser descritos como dispositivos desenvolvidos com a finalidade de indicador, ao administrador, quando algum evento indevido, uma possível invasão, está ocorrendo.

 

Para cumprir essa tarefa, o IDS monitora a rede e, quando identifica alguma atividade suspeita, soa um alarme para o administrador. Cabe ao profissional analisar a atividade identificada como suspeita e definir as soluções mais adequadas para lidar com ela.

 

IPS (Sistema de prevenção contra intrusão)

Assim como o IDS, os sistemas de prevenção contra intrusão monitoram a rede da empresa em busca de atividades suspeitas. A grande questão é que esse dispositivo é capaz de implementar medidas como prevenção, como restringir a atividade suspeita bloqueando o acesso da pessoa responsável por ela.

 

Levando em consideração as características dos dois dispositivos, podemos dizer que a maior diferença entre eles se encontra no elevado grau de autonomia do IPS, o que tende a tornar sua implementação a escolha mais eficiente.

 

Quais as principais vantagens da proteção de intrusão?

Em um mundo cada vez mais conectado, em que a facilidade com que companhias têm acesso a informações de qualidade pode determinar o seu sucesso ou fracasso no mercado, a proteção de uma rede de computadores deve ser realizada da forma mais eficiente possível.

 

Afinal, invasões podem paralisar completamente a operação do negócio, gerando uma série de prejuízos para a companhia. Além disso, caso uma pessoa mal intencionada acesse a rede da empresa de modo indevido, ela pode ter acesso ao data center. Caso isso ocorra, a companhia em questão pode sofrer com fraudes ou até mesmo ter informações estratégicas, a respeito de produtos, ou serviços, vazadas. Uma situação que a colocaria em desvantagem frente a seus correntes.

 

Ao fazer uso do IPS, porém, a empresa tem acesso a um novo nível de segurança para a sua rede de computadores, o que reduz drasticamente as chances de que ataques e invasões, orquestrados por pessoas ou organizações maliciosas, sejam bem-sucedidos.

 

Por fim, é válido ressaltar que, embora o IPS seja extremamente útil e eficaz, é interessante que ele seja combinado ao firewall. O dispositivo atua controlando o acesso à rede da empresa e impedindo que dados sejam inseridos, ou acessados, de modo não autorizado.

 

Ao combinar essas funcionalidades com a capacidade de monitoramento e prevenção do IPS, o time de TI de uma companhia é capaz de manter a integridade de suas redes e dispositivos de uma forma mais completa e eficiente. Por essa razão, é indicado que os dispositivos sejam usados em conjunto.

 

Agora que você sabe o que é IPS, e entende os benefícios dessa tecnologia, pretende implementá-la na rede de computadores de sua empresa? Ou você prefere implementar um IDS? Deixe um comentário e compartilhe a sua opinião sobre o tema!

Avalie o artigo:

O que é um IPS(Intrusion Prevention System)?
  • 5,00 de 5

  • 8 Avaliações
0

Deixe um comentário


1 Comentários