Política de TI: descubra os pontos positivos e como elaborar!

Desenvolver uma política de TI é uma ótima solução para os problemas operacionais do setor. Com essa estratégia, os gestores garantem que haja um padrão de uso e de controle, o que gera uma série de benefícios, organiza a utilização de tecnologias e otimiza o dia a dia. É uma abordagem que requer um cuidado e um planejamento detalhado, mas que compensa bastante.

Compartilhe esta notícia

Tem interesse no assunto e quer descobrir como resolver transtornos atuais e futuros? Então, fique atento às valiosas informações deste artigo.

 

O que é uma política de TI?

Uma política é basicamente um conjunto de regras e práticas que determina a melhor maneira de utilizar ferramentas. No caso de TI, são restrições sobre a utilização dos sistemas internos, com o objetivo de otimizar o departamento e evitar transtornos operacionais. 

 

Esse conceito é bastante amplo e compreende diversas frentes. O foco é orientar todos os envolvidos em um contexto empresarial e assegurar que todos saibam o que devem fazer. Assim, é possível haver uma cooperação para que tudo continue funcionando normalmente no dia a dia.

 

Uma boa política de TI inclui definições com relação à segurança de dados, regras/diretrizes de uso dos computadores da empresa e utilização de dados de clientes, funcionários e parceiros. Além disso, também define padrões de tecnologia e recursos que serão usados, permissão para uso dos sistemas, licenciamento dos ativos, questões como suporte e manutenção e atualização dos equipamentos.

 

Quais são os pontos positivos?

A seguir, veremos as vantagens de adotar uma política de TI.

 

Gerenciamento de riscos

Com uma política bem estruturada, a companhia consegue administrar melhor os riscos à segurança. Isso inclui conhecer quais são as possíveis ameaças, trabalhar em ações de prevenção e estabelecer planos de contingência. Assim, dá para recuperar as operações em caso de incidentes e combater os transtornos antes que se tornem piores.

 

Segurança

Também é fundamental para otimizar a segurança. É possível aperfeiçoar os principais pilares desse conceito: reforçando a confidencialidade, que garante que os dados sejam acessados somente por membros capacitados; a disponibilidade, que assegura que as informações estejam sempre seguras e prontas para uso; bem como a integridade, que indica que os dados devem estar limpos e claros, sem nenhum problema.

 

Transparência

Dispor de uma política também é uma ótima forma de aumentar a transparência nos processos internos. Isso porque esse conjunto de regras e definições ajuda a esclarecer como os membros devem proceder e o direcionamento que a empresa pretende seguir a fim de organizar o TI. Uma vez que tudo é mais fácil de entender, os colaboradores contribuem mais para o crescimento.

 

Produtividade

Além disso, há um aumento de produtividade e uma melhoria na agilidade operacional. As políticas eliminam gargalos de comunicação e buscam aprimorar o uso da TI para que tudo funcione como o esperado. A implicação disso é que a tecnologia passa a auxiliar nos processos internos e permitir que os membros trabalhem mais e sejam capazes de suprir demandas maiores.

 

Menos problemas operacionais

Esse planejamento também é crucial para solucionar questões técnicas desajustadas e otimizar o uso diário das tecnologias. Com problemas e dores de cabeça, os funcionários conseguem focar as questões estratégicas do negócio. 

 

Como implementar uma política de TI?

O primeiro passo para começar a organização de TI é identificar as dificuldades e deficiências existentes. Afinal, com essa etapa, é possível direcionar os esforços para os pontos falhos. Em seguida, é interessante elaborar as principais normas, tendo em vista o que já foi mapeado e as informações do primeiro tópico.

 

Depois dos passos iniciais, a empresa deve treinar os seus colaboradores e comunicar a eles os pontos relevantes acerca das diretrizes. O sucesso dessa estratégia consiste, afinal, no entendimento e na aplicação por parte dos membros. Então, a companhia pode trabalhar na atualização dos principais pontos, com o monitoramento dos resultados e o ajuste do que for necessário.

 

Criar uma política de TI é uma ótima abordagem para reduzir problemas operacionais no setor e otimizar o uso das tecnologias. Com ela, os gestores são capazes de eliminar gargalos de comunicação e alinhar o trabalho aos objetivos, garantindo segurança, proteção e transparência. 

 

Gostou de aprender mais? Aproveite e entenda como bloquear sites impróprios da rede de sua empresa!

Avalie o artigo:

Política de TI: descubra os pontos positivos e como elaborar!
  • 0,00 de 5

  • 0 Avaliações
0

Deixe um comentário


0 Comentários